30/09/2021

Prêmio Anna Nery reconhece profissionais e exalta protagonismo da Enfermagem

32 profissionais de Enfermagem foram homenageados por trajetória de destaque e de contribuição para o desenvolvimento da profissão

“O prêmio Anna Nery Aliás é uma reverência ao profissionalismo, ao cuidar e ao resistir”, afirmou a presidente do Cofen, Betânia dos Santos

No momento em que uma crise sanitária sem precedentes revelou o protagonismo até então silencioso da Enfermagem e trouxe novo fôlego para as lutas históricas da categoria, profissionais da maior força da saúde brasileira foram homenageados, nesta quarta-feira (29), com a honraria máxima da Enfermagem brasileira. Criado em 2012, o prêmio Anna Nery é concedido pelo Sistema Cofen/Conselhos Regionais aos profissionais que, com trajetórias de comprometimento e dedicação, contribuíram de forma relevante para o desenvolvimento da profissão, e mostra que a Enfermagem, para além do cuidado, é formada de profissionais humanos, que lutam para garantir a qualidade da assistência à saúde da população brasileira, mesmo nos contextos mais adversos.

A solenidade aconteceu na cidade de São José, na região metropolitana de Florianópolis, e fez parte da programação do 23º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF). Com distanciamento social, uso de máscaras e respeito a todos os protocolos sanitários, os presentes puderam conhecer e se emocionar com as histórias dos 32  profissionais homenageados, escolhidos após indicação dos Conselhos de Enfermagem.

“O prêmio Anna Nery Aliás é uma reverência ao profissionalismo, ao cuidar e ao resistir. Ele transcende a Enfermagem, pois alcança inúmeras vidas que de alguma maneira foram transformadas por cada um dos homenageados desta noite. Continuamos firmes na nobre missão de fazermos da Enfermagem o que ela é em essência, uma profissão que se supera todos os dias”, destacou a presidente do Cofen, Betânia Santos, na abertura da premiação.

São mais de 40 anos que envolvem Dalcirene Gomes e a Enfermagem

O presidente do Conselho Regional de Santa Catarina (Coren-SC), Gelson Albuquerque, salientou que a premiação é um reflexo da relevância da Enfermagem. ”O Prêmio Anna Nery é um retrato real do nosso valor, da nossa potência. Temos homenageados de todas as áreas onde a Enfermagem está presente e é isso que nos dá a verdadeira dimensão da relevância do nosso saber”, afirmou.

A técnica Dalcinere Gomes, homenageada pelo estado de Roraima, ao relembrar sua trajetória, não consegue pensar em momentos marcantes que não incluam a Enfermagem. Desde os 10 anos, acompanhava a mãe que era parteira, auxiliar de Enfermagem e também funcionária da FUNAI no trabalho diário prestando assistência nos territórios indígenas. Aos 13, ao sentir o chamado da profissão, precisou de autorização policial para iniciar um estágio não remunerado na casa de saúde.

Desde então, são mais de 40 anos dedicados à assistência. “Depois de tanto tempo, percebo que quanto mais ajudo, mais quero ajudar, e entendo que a profissão de Enfermagem não resume o que eu faço, mas define quem eu sou. Gostaria que todos os profissionais estivessem no meu lugar para sentirem o que sinto, e perceberem que vale a pena se dedicar ao cuidado”, declarou emocionada.

Raimundo Matos, homenageado da noite pelo estado do Amazonas

Com a pandemia, iniciativas de profissionais da Enfermagem viralizaram nas redes sociais, revelando a dedicação e a inovação da categoria em um momento crítico de falta de EPIs e superlotação nos leitos. A técnica de Enfermagem Flávia Fernandes, homenageada pelo estado de Alagoas, passou a desenvolver sapatinhos de bailarina para aquecer os pés de pacientes na UTI, e viu seu trabalho ganhar grande repercussão ao ser divulgado na internet. “Nunca imaginei que estaria aqui, hoje, sendo reconhecida pelo meu trabalho. A única palavra que poderia definir o que sinto neste momento é gratidão. São momentos assim que nos impulsionam a continuar dando o melhor de nós na prestação de uma assistência de qualidade”revelou.

Situação parecida aconteceu com o enfermeiro Raimundo Matos, homenageado pelo estado do Amazonas, que ganhou destaque nacional abraçando um paciente com síndrome de Down enquanto segurava o respirador. “Recebo esta homenagem com a certeza de que estou representando um enorme grupo de pessoas que se dedicam ao cuidado com a vida. O prêmio Anna Nery é um estímulo para toda a Enfermagem continuar fazendo o seu melhor”, frisou.

O enfermeiro Wanderson Oliveira, doutor em epidemiologia e ex-secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, foi um dos homenageados pelo Conselho Federal de Enfermagem, e ressaltou a essencialidade da Enfermagem no combate à Covid-19. “O prêmio Anna Nery é marcante para toda a profissão. É aqui que celebramos todo o trabalho que vem sendo feito pela categoria em todo o país e que é refletido no protagonismo e no exemplo que temos dado nesta pandemia, com cuidado, atenção e respeito ao próximo”, disse.

José Ronyere recebeu o a homenagem em memória de sua mãe, a auxiliar Rosa Inucêncio

Na pandemia, uma quantidade considerável de profissionais padeceram enquanto atuavam na linha de frente. Foram 866 óbitos entre enfermeiros, técnicos e auxiliares, de acordo com dados do Observatório da Enfermagem do Cofen, e alguns destes profissionais foram homenageados com o prêmio. Jose Ronyere recebeu a honraria máxima da Enfermagem em memória de sua mãe, a auxiliar Rosa Inucêncio de Freitas, uma indicação do Conselho Regional da Paraíba (Coren-PB). Em 40 anos de atuação, a profissional se dedicou a ofertar o melhor cuidado possível, mostrando que o auxílio humanizado e assistência séria é essencial para o trabalho da Enfermagem.

No ano de 2020, com a chegada da pandemia, Rosinha, como era carinhosamente chamada, continuou trabalhando na linha de frente como voluntária, mesmo tendo a oportunidade de ficar em casa protegida. Faleceu em junho do mesmo ano, em decorrência do vírus que tanto lutou para combater. “Hoje esse prêmio representa não apenas a dedicação da minha mãe, mas de todos os profissionais de Enfermagem deste país. Ele representa também todos os filhos cujas mães precisam se afastar para protegê-los e a luta de toda uma categoria, que mesmo sem salários dignos e valorização, não abandona nunca seus pacientes e exerce sua profissão com o amor”, afirmou.

 

Confira a lista completa dos homenageados:

 

Indicados pelos Conselhos Regionais

 

AC – Enfermeiro José Adailton Cruz Pereira

AL – Técnica de Enfermagem Flávia Fernanda Dantas de Oliveira Fernandes

AP – Enfermeira Verônica Batista Cambraia Favacho

AM – Enfermeiro Raimundo Nogueira de Matos

BA – Técnica de Enfermagem Maria do Carmo Oliveira

CE – Enfermeiro Sandro Richelly Viana Brasileiro

DF – Enfermeiro Jorge Vianna de Souza

ES – Enfermeira Marinete Aparecida Delabarba Marim

GO – Enfermeiro  Uriel Moura Resplandes

MA – Enfermeira Joyce Santos Lages

MG – Enfermeira Tânia Couto Machado Chianca

MS – Técnico de Enfermagem Wilsomar da Silva

MT – Técnica de Enfermagem Creuza Ferreira Guimarães

PA – Enfermeira Ilma Pastana Ferreira

PB – Auxiliar de Enfermagem Rosa Inucêncio de Freitas

PR – Enfermeira Márcia Cecília Huçulak

PE – Enfermeira Deuzany Bezerra de Melo Leão

PI – Enfermeira Maria do Amparo de Castro e Silva Vieira

RJ – Enfermeira Maria Therezinha Nóbrega da Silva

RN – Enfermeira Maria Cléia de Oliveira Viana

RS – Enfermeira Cinara Mauri dos Santos

RO – Enfermeira Edcléia Gonçalves dos Santos

RR – Técnica de Enfermagem Dalcirene Richil Bezerra Gomes

SP – Enfermeira Paulina Kurcgant

SC – Enfermeira Luciane Bisognin Ceretta

SE – Enfermeira Márcia de Oliveira Guimarães

TO – Enfermeira Graça de Maria da Mota Sousa

 

Indicados pelo Cofen

 

Enfermeiro Manoel Carlos Neri da Silva

Enfermeiro Wanderson Kleber de Oliveira

Enfermeiro Walkírio Costa de Almeida

Enfermeira Maria Antonieta Rubio Tyrrel

Enfermeira Maria Sandra Andrade




  • perfil
  • BannerLateralMunean-207x111
  • tv coren