12/02/2020

Repulsivo: médico xinga enfermeira e “responsabiliza” vinho por ataques; Coren RJ apura agressões

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (Coren RJ) afirmou em nota estar acompanhando o caso.

Um vídeo chocante acabou ganhando grande repercussão nas últimas horas. Nas imagens o médico psiquiatra, Gilberto Luna, aparece agredindo verbalmente uma profissional de Enfermagem no Hospital Nossa Senhora de Fátima, em Nova Iguaçu/RJ.

Segundo as primeiras informações, Gilberto se irritou após a profissional pedir para ele esperar por um procedimento, neste momento ele se levantou da maca (ocasião em que se identificou como médico) direcionando diversos xingamentos contra a profissional. “Amanhã eu vou chegar no gerente geral do hospital para falar sobre você, como médico. Você é uma miserável, sua f…”, diz.

 

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (Coren RJ) afirmou em nota estar acompanhando o caso. “Sobre o incidente abusivo e repulsivo de um médico contra uma profissional de enfermagem, informamos que já foi designada uma conselheira para apurar os fatos e, em seguida, tomada urgente de providências”, diz a publicação.

 

Na Paraíba, a presidente do Coren PB, Dra. Renata Ramalho, classificou o episódio como um “completo absurdo”. “É inaceitável que uma profissional de Enfermagem seja agredida verbalmente de maneira tão desrespeitosa em seu local de trabalho”. E completou: “Infelizmente cenas como esta ocorrem em todo Brasil e cabe a instituições fiscalizadoras dar um basta em casos como este, agindo com firmeza”, avaliou.

 

Após toda repercussão, o médico publicou um vídeo em sua conta pessoal no Instagram assumindo ataques e pedindo desculpas a profissional. “Com certeza, fui incorreto e exagerado. Acabei mencionando palavras que não são palavras adequadas a uma funcionária. Eu venho de pronto pedir desculpas a essa funcionária e à classe da enfermagem. […] Hoje estão me crucificando na internet, dizendo que um médico maltratou uma enfermeira. Naquele momento eu não era médico, eu não sou médico 24h”, afirmou.

 

Segundo Luna, ele teria ido ao hospital para “se hidratar” após ter “se excedido” em uma comemoração com funcionários na noite de segunda-feira.

 

Veja:

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por gilberto luna (@drgilbertoluna) em




  • perfil
  • BannerLateralMunean-207x111
  • tv coren