11/10/2019

Coren-PB vai coordenar Núcleo Estadual de Enfermagem Forense

Possibilitando que a especialidade seja uma ponte entre a justiça e a vítima no estado

A Comissão Nacional de Enfermagem Forense (Comissão – CNEF) realizou, na manhã desta sexta-feira (11), uma palestra que contou com a presença de profissionais de enfermagem e autoridades ligadas à segurança, atendimento de urgência e emergência como o SAMU, Corpo de bombeiros, entre outros. O objetivo é alinhar as estratégias e divulgar o trabalho da Enfermagem Forense no Brasil, de modo a inserir a especialidade no sistema de saúde, buscando apoio junto às instituições de saúde, segurança pública e órgãos ligados à justiça.

Antônio Coutinho, coordenador da comissão

Antônio Coutinho, coordenador da comissão, destaca que a comissão tem como principal objetivo dar mais espaço ao profissional e fazer com que essa especialidade venha a contribuir para a melhoria da assistência e seguridade. “Nossa missão é sensibilizar, juntando maior número de informações para possamos oferecer isso aos profissionais. E, claro, buscar apoio junto às autoridades e inserir o enfermeiro forense no apoio e identificação dos casos de violência”, enfatizou.

Para a Comissão, buscar a inserção da Enfermagem Forense no cotidiano da área é imprescindível, possibilitando que a especialidade seja uma ponte entre a justiça e a vítima.

Na paraíba, será instalado um Núcleo Estadual de Enfermagem Forense, que será coordenado pelo Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) para fomentar a especialidade no estado, com foco no paciente, alcançando desde a atenção básica, serviços de urgência e emergência, como também a rede hospitais paraibanos, ouvindo os profissionais e a sociedade.

O enfermeiro forense é responsável por prestar assistência especializada a vítimas dos mais variados tipos de violência e aos agressores, devem estar preparados para lidar com os traumas físicos, psicológicos e sociais de cada caso ou desastre de massa. Além disso, devem dominar o conhecimento sobre os sistemas legais, recolher provas, prestar depoimentos em tribunais. São profissionais ponte entre a Legislação e as Ciências da Saúde. Outras áreas de atuação do profissional forense estão: Investigação da morte, enfermagem psiquiátrica forense, preservação de vestígios, consultoria, enfermagem forense carcerária.




  • perfil
  • BannerLateralMunean-207x111
  • enfermagem
  • tv coren